12 de mai de 2014

Se a vida começa aos 40 então inicio agora a decantação da vida anterior.

Iniciar o processo de esquecimento do que já passou e zerar o cronometro.

Deixar tudo para trás, armazenar energia, mergulhar profundamente pra dentro, no mais intenso sentimento, no âmago de minha essência e ser só essência até o despertar para uma nova vida, para a luz.

É lento mas muito eficaz.

Pessoas, experiências, traumas e também amores, conquistas, os apegos, nada vem junto a partir de agora, somente a essência.

Nela me abastecer, me preparar, me libertar do acúmulo emocional de 39 anos e voltar-me totalmente para dentro para o mais íntimo, mais puro e verdadeiro.

Entrar na cadência orgânica e simbiótica com a vida, com o tempo e o novo ciclo que se inicia agora, hoje, um profundo ciclo de intensa decantação de toda a minha vida até esse momento.

Outras fases virão dentro desse ciclo, cada uma eterna dentro de si, mais, é especulação de momentos que ainda não existem.

Morri, transmuto, decanto e aguardo o renascer, na confiança e no desejo de ascender em uma nova vida, nova vida...

Que a Imperatriz seja minha guia!

Nenhum comentário: