11 de set de 2013

Sobreviver a uma tragédia - sofrimento - perda - desilusão

Encontrei essa matéria hoje:

http://super.abril.com.br/cotidiano/6-trabalhos-naufrago-446152.shtml?
utm_source=+redesabril_jovem&utm_medium=facebook&utm_campaign=+redesabril_super

Logo entendi que as situações narradas para a exata situação de náufrago ao mar, serviria para qualquer situação difícil na vida, qualquer perda, desilusão ou sofrimento.

foto Déborah Gérbera

Li e colhi o ensinamento de vida que sim serve para qualquer situação fora do nosso controle.

- Comer da melhor forma possível e beber água !

Manter o corpo nutrido é sinônimo de vida, são necessidades básicas para se manter a vida, quando passamos por uma dificuldade alteramos nossa cuidado pessoal e isso pode nos prejudicar e dificultar ainda mais a superação do problema. Alimentar-se é vida!

- Confiar, resignar-se, ser humilde perante a Divindade, a vida.
A matéria destaca a  incrível experiência do sobrevivente português Jorge de Albuquerque Coelho, a fé!

Confiar em algo maior do que nós, na sabedoria, natureza, universo, Deus, vida! Traz ânimo, esperança e força para lidar com a situação e sobreviver a ela. Entender nosso tamanho, nossos limites e total falta de controle sobre a vida também fortalece, lidamos com tudo de uma forma diferente, mais ampla e consciente da nossa posição no universo.

-Aceitar a situação que está passando. Agradecer por tudo de bom e valioso na vida, da sua vida. Apreciar as pequenas coisas, a grandeza da simplicidade.
Quanto tempo perdemos e o quanto sofremos por remoer a situação difícil em que estamos vivendo? Lutar contra não ameniza a situação, aliás aumenta significativamente o peso da situação.  Aceitar já é uma grande libertação e avanço no processo.
Agradecer o lado bom da coisa, sim , sempre há um lado bom em tudo, nós que precisamos encontrá-lo, assim desviamos da parte negativa, ruim, que nos enfraquece. Pontuamos o que há motivação, vida, calor, alegria e motivos para superar o momento complicado.
E então enxergamos a grandeza de cada detalhe que a vida nos oferece e que quando estamos bem passa desapercebido. Ganhamos ainda mais motivações para a superação.

-Procurar um bom uso das coisas, das pessoas a nossa volta, interagir com o meio.
Uma situação fora do comum em que nos deixa vulneráveis e debilitados nos obriga a olhar a nossa volta com mais atenção e buscar por ajuda e troca nesse momento é um grande aprendizado. É surpreendente o que a empatia, a boa vontade, a verdade e sinceridade das pessoas oferecem num momento de dificuldade, a quebra do orgulho ao pedir e aceitar tais sentimentos também nos lapida e o ambiente e minuciosamente observado por nós e encontramos um mundo em cada detalhe que nos preenche.

-Manter a mente ocupada com afazeres úteis, rotineiros, com distrações e prazeres.
A mente é perigosa a nós, nos conduz a labirintos infinitos, nos engana e até enlouquece. Dar funções para ela é excelente nesse processo de recuperação e superação de qualquer situação. Mantê-la ocupada de forma útil evita que ela nos traga desânimos e neuroses e ainda trabalha a nossa favor. No que se refere a prazeres uma atenção especial aos vícios como comida!!

Enfim, essa é a lição que tirei para mim e será minha guia para situações adversas, espero que seja útil para outras pessoas também! :D

Posso até afirmar que a sobrevivência não se trata de um acidente, perda, desilusão e sim de si mesmo!!
O texto saiu na velocidade da intuição em desacordo com os mais exigentes com a Língua Portuguesa...rs..

Nenhum comentário: