18 de dez de 2012

Rebuliço emocional

Este ano foi incrivelmente agitado emocionalmente, como nunca podia ter imaginado.
Foi tudo remexido, desde lá o fundo das profundezas emocionais, aquilo que estava escondido, bem guardado, esquecido, veio tudo a tona, fora de ordem, tudo junto, numa explosão.
Foi tão interessante quanto dificil.
Olhar de frente pra alma foi obrigatório, algumas coisas foram legais, foram resgatadas outras trabalhadas, transmutadas, outras ainda estão aqui sendo digeridas.
Muito crescimento e amadurecimento.
Muita coisa veio como total falta de opção, encara ou encara!
Um turbilhão emocional mesmo.
Aliás tudo ainda está em movimento, o ano apesar de estar no finzinho anda não acabou e parece que até o último dia será assim, um redemuinho emocional.
Os sentimentos foram os mais variados e profundos e intensos: ódio, raiva, frustração, paixão, deslumbre, euforia, paz, conforto, carência, desespero, entusiasmo, confiança, desilusão, covardia e coragem, força e fraqueza, nossa!
Impossível saber quem eu era no início deste ano.
Tantas mudanças, acontecimentos, aprendizados, experiências, não dá pra lembrar mesmo.
E como sou agora? Quem sou eu agora?
Algo menos provável de saber!
As transmutações, transformações continuam, os sentimentos ainda estão desorganizados apesar de tantos esclarecimentos e ajustes.
Ufa!
Só posso me repetir: intenso, profundo!
E também muito bom, o crescimento, a evolução e o aprendizado são imensuráveis!!!
Até agradeço, apesar da turbulência.
Lá no comecinho do ano me propus a tudo a que viesse pra mim, assim o fiz e tudo aconteceu.
E o fim do mundo ainda nem chegou, imagina depois disso!
Que venha 2013!
Que venha mais transmutações, mais crescimento, mais experiências, paixões, alegrias e aprendizados!!!

Nenhum comentário: